Palácio Museu Olímpio Campos -
    
   
GOVERNADORESINSTITUCIONAL O PALÁCIO NOTÍCIAS GALERIAS ARTIGOS e TEXTOS PROGRAMAÇÃO CONTATOS

 

Joaquim Sabino Ribeiro Chaves

Mandato: 30.01.1947 a 28.03.1947
Joaquim Ribeiro Chaves pertencia ao Partido Democrático Cristão (PDC) e assumiu o Governo do Estado em 30 de Janeiro de 1947 ficando no cargo até 29 de março de 1947. Assumiu o Governo por ser o Presidente do Conselho Administrativo do Estado, em um período denominado de República Populista e tinha na época Eurico Gaspar Dutra como Presidente.
Nasceu em Aracaju no dia 18 de junho de 1912, filho de Sabino José Ribeiro e de Joana Ribeiro Chaves.
Estudou no Colégio Militar do Rio de Janeiro na época Distrito Federal entre 1926 e 1932 e em seguida foi para a Escola Eletrotécnica de Itajubá (MG) formando-se em agrimensor (pessoa que mede campos, propriedades rurais e faz calcular áreas).
Retornando para Sergipe em 1935, tornou-se Diretor Presidente da Fábrica de Fiação e Tecelagem Confiança ? Ribeiro Chaves S.A. Devido aos interesses Comerciais passou a chamar-se Joaquim Sabino Ribeiro Chaves. Nesse mesmo ano tornou-se membro do Departamento Administrativo de Sergipe e no ano seguinte entrou para o Conselho Fiscal. Em 1942 deixou a Comissão do Salário Mínimo e em 1947 tornou-se Vice-Presidente do Departamento Administrativo.
Em 30 de janeiro de 1947, assumiu o Governo de do Estado, ficando no cargo até 29 de março de 1947, entregando o Governo ao Sr. José Rollemberg Leite, governador eleito. Após o período no comando do Estado Sabino Ribeiro ocupou vários cargos importantes, principalmente no campo comercial e industrial, como também em outras áreas. Foi sócio benfeitor do Instituto Histórico e Geográfico de Sergipe.
O Sr. Joaquim Ribeiro Chaves, foi um dos idealizadores e fundadores da Associação Desportiva Confiança, em 1936, inicialmente só tinha time de voleibol e basquete, times esses relacionados com os operários da Fábrica de Tecido Confiança. Em 1949 é que foi criado o time de Futebol, que deixou de ser mantido pela Fábrica de Tecido Confiança, na década de cinquenta (50) passando a ser uma agremiação do povo até os dias de hoje.

Texto elaborado pela equipe da Coordenação de Pesquisa
Do PMOC em: Livros de História Política de Sergipe;
Internet - http://fgv.br
https://pt.wikipedia.org
https://www.jornaldodiase.com.br

 

 

Mapa do Site
Institucional O Palácio
Notícias Galerias
Artigos Programação
Contatos Tour 360°
Jogos Planta 3D
Biblioteca  
Administração

DIRETOR:Alberto Araujo Silva
TEL: (79) 3198-1462
Coordenação de Acervo Museológico 
Setor que abrange a curadoria e a monitoria, sendo responsável pelas informações e pelo acervo museológico do Palácio-Museu, e orientação dos visitantes e também, pela expografia dos seus ambientes.

COORDENADORA: Izaura Ramos
TEL: (79) 3198-1454
Coordenação de Pesquisa e Educação . Setor que abrange os serviços de arquivologia, pesquisa, comunicação e de ações educativas.

Palácio-Museu

A definição de casa-museu ou palácio-museu prevê a proteção da propriedade natural ou cultural, móvel ou imóvel, em seu local original, ou seja, preservada no local em que tal propriedade foi criada ou descoberta. Para que isso aconteça é necessário promover a restauração do patrimônio e utilizá-lo com fins didático-pedagógicos e culturais. Além disso, o Palácio-Museu Olímpio Campos promove eventos abertos ao público, a exemplo de exposições fotográficas, mostras de artistas, lançamentos de livros, entre outros. O novo projeto disponibiliza também serviços de guia para visitação, curadoria, pesquisa, documentação histórica, cafeteria e livraria etc.
Todos direitos reservados ©
Secretaria de Estado da Casa Civil