Palácio Museu Olímpio Campos -
    
   
GOVERNADORESINSTITUCIONAL O PALÁCIO NOTÍCIAS GALERIAS ARTIGOS e TEXTOS PROGRAMAÇÃO CONTATOS

 

Comemoração da Semana do Folclore no Palácio Olímpio Campos

Tradição, música, cultura popular, arte, dança, cores, alegria e movimento. Estas são algumas características dos grupos ?Maracatu', ?Cacumbi do Mestre Negro' e grupo de percussão ?Arte na Lata' que se apresentaram quarta-feira, 21, no Palácio Olímpio Campos (PMOC), para comemorar a Semana Nacional do Folclore. Na ocasião aconteceu a abertura oficial da exposição "Folclore Laranjeirense: Tradição Cultural de um Povo", que ficará aberta ao público até o dia 31 de agosto.


À tarde de apresentações folclóricas e a exposição têm como objetivo disseminar o conhecimento em relação à cultura sergipana. "O folclore simboliza a cultura popular e apresenta grande importância na identidade do nosso povo sergipano. Somos ricos em tradições que são passadas de pai para filhos e o Palácio Museu Olímpio Campos não poderia deixar está data passar em branco", disse coordenadora de Educação e Pesquisa do PMOC, Eliana Borges.


O evento contou com a parceria dos municípios de Japaratuba e Laranjeiras que mostraram a todos os presentes suas tradições e cultura popular. Segundo o secretário de cultura de Laranjeiras, Irineu Fontes, estes eventos são importantes para divulgação do folclore sergipano e é importante para todo Estado conhecer a riqueza cultural de Laranjeiras que para ele funciona como um foco de resistência cultural em defesa do folclore.


Exposição

A mostra traz ao público imagens que representam as manifestações folclóricas da cidade de laranjeiras, berço da cultura popular de Sergipe. Apresentando em cada foto a alegria, perseverança e espontaneidade dos brincantes.


Os visitantes encontrarão um pouco sobre os Lambe sujos, folguedo que surgiu durante o período escravocrata e representa o combate entre os negros refugiados nos quilombos contra os índios escravizados; Samba de coco, de origem africana, com influência indígena, sendo o ritmo forte acompanhado por cânticos, sapateados e palmas; Dança de São Gonçalo, que tem origem religiosa, introduzida no Brasil pelos portugueses no Sec. XVIII; Reisado, que é comemorado no período natalino com vestes coloridas e chapéus enfeitados de espelhos, entre outras manifestações como Guerreiro e Cacumbi.


Depoimentos

Autoridades, crianças, jovens, adultos e estudantes todos se fizeram presentes para conhecer e prestigiar um pouco dos grupos folclóricos que se apresentavam. Alguns trouxeram a família toda como exemplo do servidor público Marcus Vinícius Mendes que estava com sua filha Maria Fernanda e sua esposa Alessandra Oliveira, gravida de sete meses da Maria Eduarda. "É importante à realização de evento como este porque mostra ao público a riqueza do Estado. Nós somos da Bahia e estamos morando em Sergipe há pouco tempo e conhecer esta cultura esta sendo gratificante", pontuou Marcus.


Quem estava com a família também era Sueli dos Santos Leite, mas não para prestigiar as apresentações e sim para se apresentar. Ela é coordenadora a cinco anos do grupo samba de roda do quilombo da cidade de Japaratuba, fundado por sua mãe Maria Juliana de 79 anos que é responsável pelas coreografias e letras das músicas.


Os alunos do SESC também se fizeram presentes. O Professor Márcio Matos que ministra a disciplina ?Manifestações da cultura popular regional' trouxe seus alunos para prestigiar e ver na prática a riqueza cultural. "É importante este contato com a cultura local para que eles tenham não só conhecimento teórico, mas a experiência de ver como é rica a cultura regional deles e passar isso adiante", ressaltou professor.


Os grupos folclóricos são marcados pela transmissão dos costumes, danças e cultura por gerações. "Nosso objetivo é mostrar a riqueza cultural do nosso estado e acima de tudo despertar a consciência de preservação do patrimônio cultural. Na maioria dos grupos aqui de Sergipe você percebe a presença de mães e filhos, onde todos participam porque querem manter viva a sua tradição", disse Janete Silva Santos, coordenadora do grupo de Maracatu.


Outras manifestações

O Palácio Museu Olímpio Campos apresentou também a importância da preservação ambiental e importância da reciclagem com a apresentação do grupo "Arte na Lata'. É um grupo de quatro amigos da Escola Estadual Barão de Mauá, Thiago dos Santos, Vitor Ricardo, Junior Macedo e Eduardo Moura que fizeram instrumentos de percussão e apresentam musicalidade e conscientização na sua apresentação. "A coordenação do Palácio esta de parabéns pela organização do evento e a participação dos meninos nesta tarde é importante porque de certa forma é uma manifestação não só cultural como sustentável", disse o professor Sérgio Andrade.



Fotos: Egicyane Lisboa/SECC





Postado: 13/04/2016 - 16:30:57

 

 

Mapa do Site
Institucional O Palácio
Notícias Galerias
Artigos Programação
Contatos Tour 360°
Jogos Planta 3D
Biblioteca  
Administração

DIRETOR:Alberto Araujo Silva
TEL: (79) 3198-1462
Coordenação de Acervo Museológico 
Setor que abrange a curadoria e a monitoria, sendo responsável pelas informações e pelo acervo museológico do Palácio-Museu, e orientação dos visitantes e também, pela expografia dos seus ambientes.

COORDENADORA: Izaura Ramos
TEL: (79) 3198-1454
Coordenação de Pesquisa e Educação . Setor que abrange os serviços de arquivologia, pesquisa, comunicação e de ações educativas.

Palácio-Museu

A definição de casa-museu ou palácio-museu prevê a proteção da propriedade natural ou cultural, móvel ou imóvel, em seu local original, ou seja, preservada no local em que tal propriedade foi criada ou descoberta. Para que isso aconteça é necessário promover a restauração do patrimônio e utilizá-lo com fins didático-pedagógicos e culturais. Além disso, o Palácio-Museu Olímpio Campos promove eventos abertos ao público, a exemplo de exposições fotográficas, mostras de artistas, lançamentos de livros, entre outros. O novo projeto disponibiliza também serviços de guia para visitação, curadoria, pesquisa, documentação histórica, cafeteria e livraria etc.
Todos direitos reservados ©
Secretaria de Estado da Casa Civil