Palácio Museu Olímpio Campos -
    
   
GOVERNADORESINSTITUCIONAL O PALÁCIO NOTÍCIAS GALERIAS ARTIGOS e TEXTOS PROGRAMAÇÃO CONTATOS

 

A estrela de Déda continua brilhando

Há dois anos nos despedíamos do ex-governador Marcelo Déda. O homem cuja história de vida se confunde com a do inigualável estadista. Um jovem sonhador que começou sua luta pela democracia ainda nos movimentos estudantis e conquistou o mais alto posto do Poder Executivo estadual.

Déda nos deixou, mas sua estrela ainda brilha entre nós. Natural de Simão Dias, Marcelo Déda nasceu em 11 de março de 1960. Filho de Manoel Celestino Chagas e Zilda Déda Chagas, caçula de uma família de cinco irmãos, herdou a vocação política do avô paterno, José de Carvalho Déda, escritor, jornalista e ex-deputado estadual de Sergipe.

Excelente orador, foi aluno dedicado do cursou Direito da Universidade Federal de Sergipe, entre os anos de 1980 e 1984. Sensível a tudo que há de mais humano, era também apaixonado por literatura, um apreciador de poesia, filosofia e mitologia greco-romana.

Marcelo Déda se aventurou nos caminhos da sétima arte. Foi cineasta amador na Bitola Super/8mm, e em 1979 chegou a ser condecorado com o Prêmio Especial do Júri no Festival de Cinema Amador de Sergipe. Com uma câmara Super 8, Marcelo Déda filmou em 1981 a segunda visita de Lula ao Estado de Sergipe.

Na política, ele buscava diálogo e boa relação com adversários políticos, uma marca pessoal. Eleito duas vezes deputado estadual, duas vezes deputado federal, duas vezes prefeito de Aracaju e duas vezes governador de Sergipe, em vitórias históricas, que mudaram o cenário político do Estado. Déda foi um dos melhores quadros do PT, muitas vezes crítico à própria direção partidária. Mas não ocupou cargos no governo do amigo e compadre Luiz Inácio Lula da Silva, fez a opção de construir um projeto local.

O ex-governador se foi, mas deixou um legado para o povo sergipano. Sua militância, atividades intelectuais e políticas são de inegável importância para a história de Sergipe. Seus valores e pensamento, político, social, cultural servirão de exemplo para as próximas gerações. Esse é o sentimento de toda a equipe do Palácio Museu Olímpio Campos, instituição idealizada e inaugurada pelo eterno Marcelo Déda Chagas.



Com informações do Instituto Marcelo Déda.

Confira o site do Instituto Marcelo Déda



Postado: 13/04/2016 - 17:57:43

 

 

Mapa do Site
Institucional O Palácio
Notícias Galerias
Artigos Programação
Contatos Tour 360°
Jogos Planta 3D
Biblioteca  
Administração

DIRETOR:Alberto Araujo Silva
TEL: (79) 3198-1462
Coordenação de Acervo Museológico 
Setor que abrange a curadoria e a monitoria, sendo responsável pelas informações e pelo acervo museológico do Palácio-Museu, e orientação dos visitantes e também, pela expografia dos seus ambientes.

COORDENADORA: Izaura Ramos
TEL: (79) 3198-1454
Coordenação de Pesquisa e Educação . Setor que abrange os serviços de arquivologia, pesquisa, comunicação e de ações educativas.

Palácio-Museu

A definição de casa-museu ou palácio-museu prevê a proteção da propriedade natural ou cultural, móvel ou imóvel, em seu local original, ou seja, preservada no local em que tal propriedade foi criada ou descoberta. Para que isso aconteça é necessário promover a restauração do patrimônio e utilizá-lo com fins didático-pedagógicos e culturais. Além disso, o Palácio-Museu Olímpio Campos promove eventos abertos ao público, a exemplo de exposições fotográficas, mostras de artistas, lançamentos de livros, entre outros. O novo projeto disponibiliza também serviços de guia para visitação, curadoria, pesquisa, documentação histórica, cafeteria e livraria etc.
Todos direitos reservados ©
Secretaria de Estado da Casa Civil