Palácio Museu Olímpio Campos -
    
   
GOVERNADORESINSTITUCIONAL O PALÁCIO NOTÍCIAS GALERIAS ARTIGOS e TEXTOS PROGRAMAÇÃO CONTATOS

 

PMOC emprega tratamento científico à conservação de obras sergipanas

Em contagem regressiva para expor à sociedade seus 143 anos de história, o Palácio-Museu Olímpio Campos (PMOC) conta com um aporte para recontar os fatos e eventos passados no monumento. Entre objetos de personalidades políticas do Estado, mobiliário da época e obras de arte, os visitantes interessados na história de Sergipe podem encontrar o Centro de Pesquisa e Educação. No centro encontra-se disponível um acervo biblio-documental, que possui livros, fotografias e comendas, relacionados à história da república sergipana.

O espaço conta também com quatro computadores onde os visitantes podem ter acesso ao catálogo seletivo com alguns documentos da coleção e é coordenado pelo arquivologista José Cláudio Teixeira. Os computadores pode ser utilizados para pesquisa, troca de informações e para o acesso ao catálogo seletivo do fundo Manoel Cabral Machado.

O acervo é composto por livros originais obtidos através de pesquisa e compra, e uma doação da família do ex-vice governador Manuel Cabral Machado. O arquivo pessoal de Cabral Machado contém, além de livros, comendas, bilhetes, fotografias e postais adquiridos durante toda a vida do pesquisador.

Além de patrimônio cultural, a biblioteca constitui um acervo intelectual que servirá como fonte de consulta e análise para alunos e pesquisadores. Para conservar tal herança, o PMOC, através da Secretaria de Estado da Casa Civil, vem desprendendo tratamento científico aos documentos captados. "O PMOC está sendo pioneiro ao deferir tal tratamento a arquivos pessoais, não só no tratamento como também na questão da guarda e conservação", destaca o José Cláudio.

O Palácio está realizando a readequação do espaço do arquivo para ter controle das condições de temperatura, umidade e luminescência ideais para a conservação preventiva. No entanto, os documentos em mal estado de conservação, após avaliação, poderão ser reparados por um conservador-restaurador contratado pelo Olímpio Campos.

Quando os documentos chegam ao Museu, após o abalançamento da sua importância, passam por um processo de higienização, classificação e catalogação. Na catalogação do inventário José Cláudio trabalha junto ao historiador Lesbão Thiago, 24.

"O nosso papel, enquanto cientistas sociais, é preservar tudo o que for possível das documentações existentes, por isso, é de suma importância um tratamento qualitativo e específico em qualquer documentação existente em acervos. O nosso trabalho deve ir além da conservação física destes", afirma o historiador.

Estão sendo respeitadas as normas do Conselho Nacional de Arquivos (CONArq) para saber o grau de acessibilidade dos documentos. "Existem documentos que se forem considerados confidenciais, podem ficar aqui por até 100 anos. A principal função de organizar o acervo é legar para as gerações futuras os conhecimentos a que estamos tendo acesso agora. Essa documentação é de interesse público, mas não só para a nossa geração", salienta Teixeira.

Ascom SECC





Postado: 07/04/2016 - 15:32:17

 

 

Mapa do Site
Institucional O Palácio
Notícias Galerias
Artigos Programação
Contatos Tour 360°
Jogos Planta 3D
Biblioteca  
Administração

DIRETOR:Alberto Araujo Silva
TEL: (79) 3198-1462
Coordenação de Acervo Museológico 
Setor que abrange a curadoria e a monitoria, sendo responsável pelas informações e pelo acervo museológico do Palácio-Museu, e orientação dos visitantes e também, pela expografia dos seus ambientes.

COORDENADORA: Izaura Ramos
TEL: (79) 3198-1454
Coordenação de Pesquisa e Educação . Setor que abrange os serviços de arquivologia, pesquisa, comunicação e de ações educativas.

Palácio-Museu

A definição de casa-museu ou palácio-museu prevê a proteção da propriedade natural ou cultural, móvel ou imóvel, em seu local original, ou seja, preservada no local em que tal propriedade foi criada ou descoberta. Para que isso aconteça é necessário promover a restauração do patrimônio e utilizá-lo com fins didático-pedagógicos e culturais. Além disso, o Palácio-Museu Olímpio Campos promove eventos abertos ao público, a exemplo de exposições fotográficas, mostras de artistas, lançamentos de livros, entre outros. O novo projeto disponibiliza também serviços de guia para visitação, curadoria, pesquisa, documentação histórica, cafeteria e livraria etc.
Todos direitos reservados ©
Secretaria de Estado da Casa Civil