Palácio Museu Olímpio Campos -
    
   
GOVERNADORESINSTITUCIONAL O PALÁCIO NOTÍCIAS GALERIAS ARTIGOS e TEXTOS PROGRAMAÇÃO CONTATOS

 

Marcelo Déda E O Palácio-Museu Olímpio Campos: Três Saudosos Anos De Sua Eterna Presença.

A história de Marcelo Déda está intimamente ligada à força representativa e democrática do estado de Sergipe.
Quando evidenciamos emocionados e eloqüentes o 'Dedá Presente', estamos falando indiretamente de sua forte e marcante representação política e de sua liderança em cada ponto do 'pequeno estado sergipano'. É nas 'ruas de Ara', no empoderamento do povo sergipano, nas marcas democráticas de atuação política por Sergipe, nos sorrisos e no suor de povo trabalhador de um Sergipe que ele fez honrar-se e regozijar-se pelo orgulho de ser sergipano, no orgulho de uma sergipanidade atuante.

Assim, é quando contemplamos a obra de reinauguração e inauguração do Palácio-Museu Olímpio Campos. Marca primorosa da paixão de Déda pela Democracia e pela Representação Política de Sergipe. Em cada canto, desse prédio, hoje, nos lembramos do seu vibrante entusiasmo de tornar esse prédio na efetiva casa do povo, no efetivo centro do Poder Executivo sergipano. Desde o seu discurso de vitória como governador em outubro de 2006, e sua pose em janeiro de 2007, Marcelo Déda sinaliza a sua paixão pela salvaguarda do patrimônio sergipano e na sacada deste Palácio, faz vislumbrar no povo sergipano o orgulho e a força de ser sergipano, prometendo a entrega deste palácio par o povo sergipano.
"Na minha cabeça e no meu coração era preciso vir a este Palácio, símbolo do poder republicano, símbolo do poder democrático, para nele concluir o processo que me trouxe ao Governo do estado e me efetivou na liderança desse povo bravo, ordeiro, rebelde e transformador que é o povo de Sergipe. Naquele dia, daquela janela, eu assumi comigo mesmo o compromisso de que este Palácio voltaria a ser o que fora".
(Marcelo Déda Chagas, 2010. Discurso de inauguração do Palácio-Museu Olímpio Campos)

Cronologicamente, desde 2007, iniciaram-se as obras de restauro e recuperação da parte física do prédio até o efetivo restauro de suas obras pinturas e obras de arte datadas das décadas de 20 e 60. Painéis, mobiliário, obras de arte. Assim, o 'Olímpio Campos' começou a (re) moldar-se como Palácio e ganha a sua nova função, o Palácio-Museu. Por meio da Lei Estadual n. 6.874, em 11 de janeiro de 2010 e inaugurado em 21 de maio de 2010, o Palácio-Museu Olímpio Campos volta a ser o grande cenário do Poder Executivo sergipano e por meio de sua função museal, torna-se a casa do povoe da salvaguarda da memória política e cultural da democracia e do poder sergipano. Brindou-se a festa de renascer um novo ponto de encontro e diálogos sobre política e cultura do Estado. Nasceu o Palácio-museu, uma das paixões do Marcelo Déda, uma das suas jóias para Sergipe.
Hoje, somos saudosos, mas continuamos eloqüentes e emocionados com a presença marcante de Déda, por meio de cada ação e ato aqui desenvolvido no Palácio-Museu. 02 de dezembro lembramos o seu último e grande ato, seu adeus. Lembramos de ver toda a Praça Fausto Cardoso revestida de vermelho e branco, remontando as cores do seu partido político, o tremular das bandeiras do seu partido, do seu Estado, do Brasil, nas vozes e no coro dos sergipanos que bradavam: "Olê, olê, Olá, Déda, Déda"... Nas demonstrações individuais e coletivas dos sindicatos e movimentos sociais que vieram prestar-lhes homenagens. Aqui o povo o recebeu em alegrias e tristezas, para homenagear o político, o líder, o governador, o sergipano, Marcelo Déda Chagas.
Não apenas no Palácio-Museu, mas em várias obras o legado de Marcelo Déda é ovacionado, como por exemplo, o lançamento da pedra fundamental da Usina Termoelétrica (UTE) Porto de Sergipe I, a primeira das três unidades que irão compor o Complexo de Geração de Energia Governador Marcelo Déda; a inauguração do Fórum Gov. Marcelo Déda Chagas, no Município de Simão Dias; a inauguração da Unidade Básica de Saúde Governador Marcelo Déda Chagas, localizada no povoado Alto Bonito, em Canindé do São Francisco; inaugurado o Complexo Viário Governador Marcelo Déda, na Avenida Tancredo Neves, em Aracaju, o Assentamento Marcelo Déda; trabalhos acadêmicos, obras literárias, como o seu livro póstumo 'Improvável Poética'(2014), organizado pelo amigo José Oliveira Júnior; exposições fotográficas que demonstram o vários olhares de um '#DédaPresente', presente numa amplitude de sergipanidade; entre várias outras obras que demonstram a importância do seu trabalho e seu amor por Sergipe, pela Democracia e pelo Povo Sergipano.

Segundo Déda, em uma de suas notáveis frases, 'Sei que hoje, não sou aqui apenas um, nem me caibo na solidão do pronome eu. Aqui e agora sou muitos'. Realmente Déda, tu és muito, tu és todos os sergipanos. Assim, Déda se faz sempre presente, Deda Presente. Sempre!






Fotos: Acervo PMOC





Postado: 02/12/2016 - 15:13:44

 

 

Mapa do Site
Institucional O Palácio
Notícias Galerias
Artigos Programação
Contatos Tour 360°
Jogos Planta 3D
Biblioteca  
Administração

DIRETOR:Alberto Araujo Silva
TEL: (79) 3198-1462
Coordenação de Acervo Museológico 
Setor que abrange a curadoria e a monitoria, sendo responsável pelas informações e pelo acervo museológico do Palácio-Museu, e orientação dos visitantes e também, pela expografia dos seus ambientes.

COORDENADORA: Izaura Ramos
TEL: (79) 3198-1454
Coordenação de Pesquisa e Educação . Setor que abrange os serviços de arquivologia, pesquisa, comunicação e de ações educativas.

Palácio-Museu

A definição de casa-museu ou palácio-museu prevê a proteção da propriedade natural ou cultural, móvel ou imóvel, em seu local original, ou seja, preservada no local em que tal propriedade foi criada ou descoberta. Para que isso aconteça é necessário promover a restauração do patrimônio e utilizá-lo com fins didático-pedagógicos e culturais. Além disso, o Palácio-Museu Olímpio Campos promove eventos abertos ao público, a exemplo de exposições fotográficas, mostras de artistas, lançamentos de livros, entre outros. O novo projeto disponibiliza também serviços de guia para visitação, curadoria, pesquisa, documentação histórica, cafeteria e livraria etc.
Todos direitos reservados ©
Secretaria de Estado da Casa Civil