Palácio Museu Olímpio Campos -
    
   
GOVERNADORESINSTITUCIONAL O PALÁCIO NOTÍCIAS GALERIAS ARTIGOS e TEXTOS PROGRAMAÇÃO CONTATOS

 

Jovens com deficiência são homenageados no Palácio-Museu

O Palácio-Museu Olímpio Campos (PMOC) foi palco de uma homenagem a jovens com deficiências visual, intelectual, auditiva e física de escolas da rede estadual e do Centro de Arte Terapia (Cuidarte) que participaram das oficinas de arte e da exposição "Um Parabéns Especial ao Palácio-Museu". A solenidade contou com a entrega das 38 telas confeccionadas pelos jovens, além de apresentações musicais e um coquetel. O evento aconteceu na manhã desta sexta, 29, no Salão Multieventos do PMOC.

O projeto "Um Parabéns Especial ao Palácio-Museu" foi idealizado pela Secretaria de Estado da Casa Civil (SECC) em parceria com a Secretaria de Estado da Educação, através da Divisão de Educação Especial (SEED/DIESSP) com o objetivo de adicionar uma atividade inclusiva à programação especial de aniversário do PMOC. O secretário-adjunto da Casa Civil, Marcelo Barbosa, representou o secretário-chefe da Casa Civil, Jorge Alberto e emocionou-se com o número de estudantes que fizeram questão de participar do ato. "Desde a concepção desse projeto que eu me emociono. Assim, que a proposta chegou às minhas mãos, fui pessoalmente ao secretário Jorge Alberto e ele aprovou na hora. Tenho certeza que a ideia continuará porque já é um sucesso", afirmou o secretário-adjunto ao destacar que ações inclusivas são prioridades no governo Marcelo Déda.

Para a Diretora da DIESSP, Aparecida dos Santos, a exposição e as oficinas foram uma possibilidade de conscientizar e sensibilizar a população em relação à pessoa com deficiência. "Nós estamos vivenciando um momento maravilhoso, onde inserimos as pessoas com deficiência em todos os espaços sociais como, por exemplo, o Palácio-Museu. Esse é um anseio do Governo do Estado e nos que fazemos a SEED estamos possibilitando de todas as formas que essa convivência seja a mais harmoniosa possível e que eles tenham, como cidadãos de direito, a possibilidade de participar e vivenciar todo esse processo da inclusão social", ressaltou.

A coordenadora do colégio 11 de Agosto, Alzemira Aquino, participou com cinco alunos com deficiência auditiva e aprovou a idéia. "Os alunos ficaram muito animados e empolgados para participar desse projeto. O melhor de tudo foi que eles se sentiram incluídos no movimento da sociedade. E vir aqui hoje para receber as produções tem uma importância muito significativa para a auto-estima de uma pessoa que tem uma deficiência auditiva, por exemplo. Espero que essas ações tenham continuidade", afirmou.

Para Mariana Fernandes, mãe de Gustavo Fernandes, 6, a inclusão da pessoa com deficiência no movimento cultural é essencial. "Esse evento está maravilhoso, pois a cultura é para todos, para quem não é especial, e para quem é especial. Todos têm o direito de fazer parte disso. A sociedade tem que entender que o especial também tem o direito de acesso à cultura", disse.

Os homenageados

A estudante do colégio Professor Francisco Portugal, Graziele Ferreira, 19, adorou conhecer o PMOC e poder pintar na oficina de arte. "Gostei de tudo daqui de dentro do palácio-museu e quero vir mais vezes. Quero participar de outras edições desse projeto", disse. A estudante do Leite Neto, Claudianca Santos, 15, ta,bem tornou-se entusiasta da iniciativa inclusiva. "Tem gente que acha que só porque somos deficientes, não podemos realizar os nossos sonhos. Essa iniciativa prova que somos capazes de tudo, basta querer", lembrou.

Saudade

O evento foi finalizado com uma homenagem especial à memória de uma das participantes das oficinas, Maíra dos Anjos Hora. Ela faleceu recentemente e na solenidade de hoje seus familiares receberam fotos emolduradas da jovem e as telas produzidas por ela. Segundo a prima de Maíra, Taís Oliveira, Maíra sempre foi e sempre será um exemplo. "Ela fazia com que tivéssemos um olhar diferente sobre o diferente. Nós sempre tivemos o máximo de Maíra, isso porque ela não se contentava com o que estava ao seu alcance, ela sempre achou que poderia mais", afirmou Thais Oliveira.





Postado: 12/04/2016 - 17:12:56

 

 

Mapa do Site
Institucional O Palácio
Notícias Galerias
Artigos Programação
Contatos Tour 360°
Jogos Planta 3D
Biblioteca  
Administração

DIRETOR:Alberto Araujo Silva
TEL: (79) 3198-1462
Coordenação de Acervo Museológico 
Setor que abrange a curadoria e a monitoria, sendo responsável pelas informações e pelo acervo museológico do Palácio-Museu, e orientação dos visitantes e também, pela expografia dos seus ambientes.

COORDENADORA: Izaura Ramos
TEL: (79) 3198-1454
Coordenação de Pesquisa e Educação . Setor que abrange os serviços de arquivologia, pesquisa, comunicação e de ações educativas.

Palácio-Museu

A definição de casa-museu ou palácio-museu prevê a proteção da propriedade natural ou cultural, móvel ou imóvel, em seu local original, ou seja, preservada no local em que tal propriedade foi criada ou descoberta. Para que isso aconteça é necessário promover a restauração do patrimônio e utilizá-lo com fins didático-pedagógicos e culturais. Além disso, o Palácio-Museu Olímpio Campos promove eventos abertos ao público, a exemplo de exposições fotográficas, mostras de artistas, lançamentos de livros, entre outros. O novo projeto disponibiliza também serviços de guia para visitação, curadoria, pesquisa, documentação histórica, cafeteria e livraria etc.
Todos direitos reservados ©
Secretaria de Estado da Casa Civil