Palácio Museu Olímpio Campos -
    
   
GOVERNADORESINSTITUCIONAL O PALÁCIO NOTÍCIAS GALERIAS ARTIGOS e TEXTOS PROGRAMAÇÃO CONTATOS

 

PMOC traz palestra e exposição sobre Graccho Cardoso

O governo de Graccho Cardoso (1922 a 1926) será tema de palestra nessa quinta-feira, 18, às 16 horas, no Palácio-Museu Olímpio Campos (PMOC). O doutor em educação Jorge Carvalho será o palestrante apresentando "A política de educação no governo Graccho Cardoso". O evento é promovido pelo PMOC como parte da programação do Palácio-Museu que mensalmente homenageia os ex-governadores do período republicano no mês que fariam ou fazem aniversário.

A palestra é aberta a qualquer pessoa, mas tem como público convidado estudantes de graduação e pós-graduação das universidades Federal de Sergipe e Tiradentes. Paralelo ao evento, será aberta exposição sobre vida e obra do ex-governador, com reproduções de fotos de Maurício Graccho Cardoso e de Aracaju da década de 20, bem como trechos de discursos proferidos pelo ex-deputado federal, senador e governador.

História

De acordo com pesquisa publicada pelo jornalista Luis Antônio Barreto, Graccho Cardoso chegou ao Governo de Sergipe em 24 de outubro de 1922, depois de rápida passagem pela Câmara Federal, em 1921, e pelo Senado, em 1922. Em 1927 voltava à Câmara Federal, sendo ainda eleito em 1930 para novo mandato, extinto com a dissolução da Câmara pela Revolução de 1930. Retorna em 1946 para seu último mandato, morrendo quando se dirigia ao plenário para um discurso no plenário da Câmara dos Deputados, no Rio de Janeiro, em 1950, aos 76 anos.

No seu período de Governo enfrentou duas revoltas dos Tenentes , conhecidas como Tenentismo, liderados por Augusto Maynard Gomes, João Soarino e Capitão Eurípedes, em 13 de julho de 1924 e 19 de janeiro de 1926. Governou, parte do mandato, com o Estado de Sítio, executado pelo general Nonato de Farias.

Segundo Luiz Antônio Barreto, o legado de Graccho Cardoso sobrevive em Sergipe como um estímulo às novas gerações de políticos e de administradores pela inovação, criatividade e o empreendedorismo. Como marca de seu governo, as escolas construídas na sua gestão, trazem uma águia encimada nos prédios, entre elas, a Escola José Augusto Ferraz, na avenida João Rodrigues, no Bairro Industrial.

Acervo

A cada mês, o PMOC realiza entre os eventos da programação, o "Aniversário dos ex-governadores", relembrando a memória daqueles que passaram pelo Palácio Olímpio Campos no mês de seu aniversário.

O Palácio-Museu Olímpio Campos funciona na Praça Fausto Cardoso, Centro de Aracaju, de terça a sexta-feira, das 10 às 17 horas e aos sábados e domingos das 9 às 13 horas. O acesso é gratuito. Referência de uma época, o PMOC é considerado até hoje um símbolo da cultura sergipana e da história política do período republicano. Guarda em seu acervo mais de 600 peças, entre obras de arte, utensílios e mobiliários do prédio que por mais de um século serviu como sede governamental e residência oficial dos governadores. Tem ainda a Biblioteca Manoel Cabral Machado com títulos doados pela família do intelectual falecido em janeiro de 2009 aos 92 anos.





Postado: 12/04/2016 - 17:17:25

 

 

Mapa do Site
Institucional O Palácio
Notícias Galerias
Artigos Programação
Contatos Tour 360°
Jogos Planta 3D
Biblioteca  
Administração

DIRETOR:Alberto Araujo Silva
TEL: (79) 3198-1462
Coordenação de Acervo Museológico 
Setor que abrange a curadoria e a monitoria, sendo responsável pelas informações e pelo acervo museológico do Palácio-Museu, e orientação dos visitantes e também, pela expografia dos seus ambientes.

COORDENADORA: Izaura Ramos
TEL: (79) 3198-1454
Coordenação de Pesquisa e Educação . Setor que abrange os serviços de arquivologia, pesquisa, comunicação e de ações educativas.

Palácio-Museu

A definição de casa-museu ou palácio-museu prevê a proteção da propriedade natural ou cultural, móvel ou imóvel, em seu local original, ou seja, preservada no local em que tal propriedade foi criada ou descoberta. Para que isso aconteça é necessário promover a restauração do patrimônio e utilizá-lo com fins didático-pedagógicos e culturais. Além disso, o Palácio-Museu Olímpio Campos promove eventos abertos ao público, a exemplo de exposições fotográficas, mostras de artistas, lançamentos de livros, entre outros. O novo projeto disponibiliza também serviços de guia para visitação, curadoria, pesquisa, documentação histórica, cafeteria e livraria etc.
Todos direitos reservados ©
Secretaria de Estado da Casa Civil