Palácio Museu Olímpio Campos -
    
   
GOVERNADORESINSTITUCIONAL O PALÁCIO NOTÍCIAS GALERIAS ARTIGOS e TEXTOS PROGRAMAÇÃO CONTATOS

 

Palácio Olímpio Campos ganha tratamento especial na fachada

O Palácio Olímpio Campos, um dos mais importantes patrimônios do Estado, está recebendo os ajustes finais na restauração, ganhando um tratamento todo especial na fachada. As obras, viabilizadas pelo governo do Estado, por meio da Secretaria de Estado da Casa Civil, englobam ainda a restauração dos móveis antigos e dos elementos artísticos, como paredes e teto, que já foram finalizadas. Toda a obra de restauração foi orçada em R$ 3.506.742,65 e mais um adicional de R$ 1,2 milhão para a iluminação externa, equipamentos e serviços complementares. Esses valores somados chegam à quantia total de R$ 4,7 milhões.

Os trabalhos de restauração da fachada do Palácio Olímpio Campos incluem a remoção da tinta, aplicação de hipocloreto de sódio para fazer a limpeza contra salitre, teste com argila para investigar a quantidade de salitre nas paredes, restauração de moldura, sanca e ornatos, e aplicação de selador acrílico para dar nivelamento na superfície. Também estão sendo recuperados os enfeites, baluartes e imagens na fachada do casarão.

Segundo o secretário de Estado da Casa Civil, Oliveira Júnior, o trabalho realizado no Palácio demanda tempo porque não se trata apenas de uma obra comum, mas sim de uma recuperação de toda a estrutura, seguindo as normas do Iphan, "que regula a preservação, a conservação, a restauração e segurança dos bens históricos e artísticos do país". O palácio, fundado em 1863 e tombado em 1985, foi considerado um símbolo do poder republicano, pois funcionou como sede do governo do Estado e residência dos governantes até meados da década de 90.

"Desde 2007, o casarão do palácio vem sofrendo algumas intervenções arquitetônicas, mas sempre preservando a sua identidade visual. O governo de Sergipe, até agora, já reestruturou toda a estrutura física e revitalizou os móveis e peças artísticas do imóvel, como quadros, esculturas e afrescos que foram deteriorados pelo tempo. O objetivo é dar funcionalidade a seus espaços e acessibilidade à população, preservando a memória sergipana", afirmou o secretário.

O restaurador Marcos Vinícius, que está à frente desse processo de reestruturação do palácio, contou como foram as etapas desse trabalho: "Inicialmente foi feito um trabalho de prospecção - uma pesquisa feita com bisturi para remover as camadas de tinta até chegar à tinta inicial.

Depois, foi feita a recomposição artística dos elementos e o restante permaneceu como original. Ao final, aplicamos um produto para revitalizar a cor e fazer a limpeza". Atualmente, os serviços estão na etapa final com a pintura da fachada do palácio.

Palácio-Museu

Um dos mais importantes patrimônios do Estado - o Palácio Olímpio Campos - vai se transformar em um palácio-museu, resultado de uma iniciativa inédita do governo do Estado que visa resgatar a identidade pública e histórica do monumento e dar nova funcionalidade as suas áreas administrativas.

Devido a sua importância histórica, política e cultural, o Palácio Olímpio Campos passará a ser museu aberto à visitação de sergipanos e turistas. Mas, além das áreas de acesso público, que contam a história política e cultural do monumento e da República de Sergipe, haverá também áreas de acesso restrito, que funcionarão para a administração do palácio, para reuniões de
trabalho e para solenidades com autoridades.

"Esse palácio foi palco de decisões importantes, de grandes acontecimentos. É importante que essa memória seja resgatada, que esse espaço seja restaurado, porque ele está no coração da política sergipana", afirmou o professor Ibarê Dantas, presidente do Instituto Histórico e Geográfico de Sergipe (IHGS).

Outra ação também fará parte do dia-a-dia do palácio-museu: promoção de eventos abertos ao público, a exemplo de exposições fotográficas, mostras de artistas e lançamentos de livros, entre outros. O projeto disponibiliza também serviços de monitores para visitação, curadoria, livraria, lanchonete, lojinha de conveniência, imprensa oficial, Centro de Documentação e Pesquisa, além de espaços projetados para facilitar a acessibilidade de pessoas portadoras de necessidades especiais.

Segundo o secretário Oliveira Júnior, serão preservadas as características físicas do imóvel, a exemplo das áreas restritas e administrativas, ao mesmo tempo em que serão disponibilizados novos espaços e reproduzidos os ambientes históricos do museu, como as áreas de acesso livre ou monitorado.

"Com a inauguração do Palácio-Museu Olímpio Campos, o governo de Sergipe irá devolver à população um importante patrimônio, que deixará de representar apenas a sede da política estadual para se transformar no maior símbolo do poder democrático de Sergipe: a casa do povo", disse Oliveira Júnior.

De acordo com a museóloga e curadora do palácio, Izaura Oliveira, as visitas serão monitoradas e todos terão acesso ao acervo e à história do casarão. "A estrutura artística será exposta através dos objetos, o que fará o palácio assumiu o seu lado museal para atrair um público bem maior e diversificado", explicou Izaura, lembrando que é importante preservar o patrimônio histórico de Sergipe para as futuras gerações.







Postado: 07/04/2016 - 12:16:13

 

 

Mapa do Site
Institucional O Palácio
Notícias Galerias
Artigos Programação
Contatos Tour 360°
Jogos Planta 3D
Biblioteca  
Administração

DIRETOR:Alberto Araujo Silva
TEL: (79) 3198-1462
Coordenação de Acervo Museológico 
Setor que abrange a curadoria e a monitoria, sendo responsável pelas informações e pelo acervo museológico do Palácio-Museu, e orientação dos visitantes e também, pela expografia dos seus ambientes.

COORDENADORA: Izaura Ramos
TEL: (79) 3198-1454
Coordenação de Pesquisa e Educação . Setor que abrange os serviços de arquivologia, pesquisa, comunicação e de ações educativas.

Palácio-Museu

A definição de casa-museu ou palácio-museu prevê a proteção da propriedade natural ou cultural, móvel ou imóvel, em seu local original, ou seja, preservada no local em que tal propriedade foi criada ou descoberta. Para que isso aconteça é necessário promover a restauração do patrimônio e utilizá-lo com fins didático-pedagógicos e culturais. Além disso, o Palácio-Museu Olímpio Campos promove eventos abertos ao público, a exemplo de exposições fotográficas, mostras de artistas, lançamentos de livros, entre outros. O novo projeto disponibiliza também serviços de guia para visitação, curadoria, pesquisa, documentação histórica, cafeteria e livraria etc.
Todos direitos reservados ©
Secretaria de Estado da Casa Civil